domingo, 20 de março de 2011

ESCÂNDALO - Veja cobra hospitais de Roseana: Sobra dinheiro e falta saúde no Maranhão


Na edição semanal da Revista Veja de N.° 2209, nossa ilustre governadoraé cobrada mais uma vez, o escândalo agora é sobre os 72 hospitais não entregues pelo governo do Maranhão, que apesar de ter empenhado 130 milhões de reais não entregou as obras, veja o fac-simile:


Revista Veja edição N.°2209
Revista Veja edição N.°2209
'Sobra dinheiro e falta saúde no Maranhão

O carro-chefe da campanha de reeleição da governadora do Maranhão, Roseana Sarney (PMDB), foi a promessa de inaugurar 72 hospitais ainda no passado.
Roseana repassou 130 milhões de reais para que o secretário de Saúde, Ricardo Murad, tirasse o projeto do papel, Murad, que é cunhado de Roseana, promoveu uma licitação a qual ninguém compareceu. A seguir, repassou metade do projeto a três construtoras que não se sabe como foram escolhidas. O trio formado pelas empreiteiras Dimensão, JNS Canaã e Lastro recebeu recebeu 64 milhões de reais. Depois doou 1,5 milhões de reais à campanha de Roseana, pelo comitê ou por meio do PMDB. De acordo com o Tribunal de Contas do Estado do Maranhão, as empreiteiras contratadas pelo estado só concluíram 10% das obras. Roseana diz, agora, que os hospitais estarão prontos até o fim de seu governo, em 2014. Ou seja, quatro anos depois do prometido.'

Mais uma vez o povo do Maranhão tem que passar não só pelo constrangimento de ser chacota em nível nacional, como também ter que suportar o caos na saúde devido a falta de compromisso por quem deveria garantir uma saúde de qualidade ao povo maranhense; mas, pelo visto os governantes não estão muito preocupados, afinal, o povo sempre recorre ao Estado vizinho do Piauí, enquanto isso ocorrer só haverá a constatação de que sobra dinheiro e falta competência para gerir-lo.

Um comentário:

Carlos Alexandre disse...

É meus amigos, o jeito é a mídia nacional mostrar a verdade, pois me parece que o imparcial e o pequeno estão ganhando alto pra ficar de bico calado. Aff.

Blogueiros independentes. Estes, somos nós.

Abraços, e obrigado pelos comentários.